Adolescentes – Lição 07: Pais Separados. Em quem confio? (Dinâmica)

0
Professoras e professores, observem estas orientações:
1 – Antes de abordar o tema da aula, é interessante que vocês mantenham uma conversa informal e rápida com os alunos:
– Cumprimentem os alunos.
– Perguntem como passaram a semana.
– Escutem atentamente o que eles falam.
– Observem se há alguém necessitando de uma conversa e/ou oração.
– Verifiquem se há alunos novatos e/ou visitantes e apresentem cada um.

2 – Este momento não é uma mera formalidade, mas uma necessidade. Ao escutá-los, vocês estão criando vínculo com os alunos, eles entendem que vocês também se importam com eles.

3 – Após a chamada, solicitem ao secretário da classe a relação dos alunos ausentes e procurem manter contato com eles durante a semana, através de telefone ou email.
Os alunos se sentirão queridos, cuidados, perceberão que vocês sentem falta deles. Dessa forma, vocês estarão estabelecendo vínculos afetivos com seus alunos.

4 – Escolham um momento da aula, para mencionar os nomes dos alunos aniversariantes, parabenizando-os, dando-lhes um abraço, oferecendo um versículo.

5 – Fazendo o que foi exposto acima, somando-se a um professor motivado, associada a uma boa preparação de aula, com participação dos alunos, vocês terão bons resultados! Experimentem!

 6 – Agora, vocês iniciam o estudo da lição. Vejam estas sugestões:
– Falem sobre o tema aula: Pais separados. Em quem confio?
– Depois, trabalhem os pontos abaixo de forma participativa:
O casamento enquanto instituição divina, unindo o homem e a mulher, foi criado para a formação da família.
A queda do homem e os efeitos nocivos no relacionamento com Deus e os seus familiares.
Problemas que afetam o casamento, levando ao divórcio.
Os filhos devem ser cuidados e amados pelos pais mesmo separados
– Em seguida, utilizem a dinâmica “Cabo de Guerra”.
– Para finalizar, falem sobre a importância da união familiar e façam uma oração pelas famílias dos seus alunos.
Tenham uma excelente e produtiva aula!

Dinâmica: Cabo de Guerra

Objetivo: Refletir sobre a situação dos filhos divididos entre atenção e orientação dos pais separados.

Material: uma corda, palavras digitadas: PAI, MÃE, VOCÊ.

Procedimento:
– Falem para os alunos sobre uma brincadeira por nome “cabo de guerra”, que consiste em duas equipes segurar uma corda, cada uma numa extremidade oposta, vencendo aquela que puxar a outra até que ultrapasse a marca traçada no chão, equivalendo a metade da corda.
– Depois, façam uma simulação dessa brincadeira, com algumas modificações:
. Escolham dois alunos para puxar a corda, um de cada lado.
. Coloquem de um lado da corda a palavra “PAI” e do outro lado “MÃE”.
. No meio da corda, coloquem a palavra “VOCÊ”.
– Marquem a metade da corda, com um traço no chão ou utilizem um objeto para esta demarcação.
– Solicitem aos dois alunos para iniciar o jogo e solicitem que os demais observem.
– Depois, perguntem o que estamos vendo? O que isto pode exemplificar?
Aguardem as respostas. Fiquem atentos as falas dos alunos, pois nesse momento, alguns podem se identificar com esta situação.
– Falem apontando para o cabo de guerra: Alguns alunos podem estar passando por uma situação semelhante a um cabo de guerra, pois possuem pais separados. O pai puxa para um lado, a mãe para o outro. E você, no meio dessa guerra. O que fazer?
– Depois, trabalhem com os alunos os pontos levantados na lição, enfatizando que embora os pais estejam separados, precisam apoiar, orientar, amar os filhos.
Ideia original da brincadeira Cabo de guerra: desconhecida
Dinâmica elaborada por Sulamita Macedo.

Fonte: http://atitudedeaprendiz.blogspot.com.br/

Deixe uma resposta! Seu comentário é relevante!