EBD Interativa © 2013-2020. Todos os direitos reservados.

Artigo – O Isolamento Pastoral e a Superação através do Pastoreio de Pastores

Os pastores das congregações locais são a ponta de lança no campo de batalha ministerial. Em boa parte do tempo acabam se tornando a esponja que absorve dentro de sua comunidade de fé os problemas oriundos de seus membros e que precisam ser tratados. Esses problemas e tratamentos demandam tempo, atenção e muito esforço e, sobre este aspecto em particular, Correa descreve as seguintes preocupações:

Esses pastores trabalham com uma ideologia muito mais emocional de que racional, eles sabem que determinada irmã não passa bem de saúde e pede toda a sua comunidade para orar pelo pronto estabelecimento dela; vão se preocupar com os irmãos desempregados; realizam campanhas de arrecadação de alimentos; se preocupam com as mães que possuem filhos dependentes de algum tipo de vícios e etc. (CORREA, 2012, p.256).

Correa conseguiu descrever algumas demandas do dia-a-dia vivido por esses obreiros. Por essas demandas percebe-se que o trabalho é estafante psíquica e fisicamente falando, podendo fazer com que eles negligenciem o cuidado com a própria vida ao serem solidários com os vários problemas das ovelhas que estão sob sua tutela. Ao passo que acabam não se atentando a recomendação que Paulo faz em Atos 20. 28: “Olhai, pois, por vós e por todo o rebanho sobre que o Espírito Santo vos constituiu bispos, para apascentardes a igreja de Deus, que ele resgatou com seu próprio sangue”.

Muitos desses homens, que estão dirigindo uma congregação ou um ponto de pregação, estão ali impulsionados por amor a obra de Deus somente. Porque um dia sentiram em seu coração o chamado arder e por boa vontade e convicção aceitaram esse desafio de pregar a palavra de Deus, ganhar almas para o reino dos céus e cuidar das ovelhas que foram colocadas em suas…leia mais em Artigo – O Isolamento Pastoral e a Superação através do Pastoreio de Pastores

EVANGÉLICOS TÊM BAIXA ACEITAÇÃO À ORDENAÇÃO DE MULHERES AO PASTORADO, APONTA PESQUISA

Continue reading “EVANGÉLICOS TÊM BAIXA ACEITAÇÃO À ORDENAÇÃO DE MULHERES AO PASTORADO, APONTA PESQUISA”

Justiça da Bahia intima pastor Abílio Santana por pregar contra Bíblia Gay

Da Redação JM Notícia

Os autores da Bíblia Gay “Graça Sobre Graça”, ingressaram com ação criminal contra Abílio Santana, junto à 5ª Vara Criminal do Estado da Bahia, por Injuria e Difamação

Em março deste ano, o pastor Abílio Santana, suplente de deputado federal pelo Estado do Bahia, e conhecido em todo o país pelas suas ministrações, mas, também pelo seu forte temperamento, disparou duras críticas contra o lançamento de uma Bíblia (Graça Sobre Graça) lançada pelo público LGTB e fez uma alerta à nação brasileira:

“Você,pelo amor de Deus, quando for comprar uma bíblia fique atento, pois poderá estar dando uma bíblia dos gays de presente para alguém de presente”, alertou o pastor na ocasião.

De acordo com o vídeo postado pelo pastor Abílio, a Bíblia em questão, omite vários textos da Bíblia: ” Nessa Bíblia não consta Levítico, capítulo 18:22, que está escrito:  Não te deitarás com homem como se fosse mulher”, disse o pastor que citou outras passagens Bíblicas que condenam praticas homossexuais. 

Pastor Abílio Santana – Foto: Reprodução

O pronunciamento na época, teve repercussão nacional, e em consequência, os autores da Bíblia “Graça Sobre Graça”, Jefferson Raphael Caetano Lira, José Marvel Queiroz de Sousa, ingressaram com ação criminal contra Abílio Santana, junto à 5ª Vara Criminal  do Estado da Bahia, por Injuria e Difamação.

ABÍLIO COMENTA

Em sua rede social, o pastor Abílio Santana afirmou que está sendo processado por não aceitar a profanação das escrituras sagradas. “Não está em mim calar”, disse Santana, que recebeu o apoio do deputado e pastor Marco Feliciano.

AUDIÊNCIA

A primeira audiência entre o pastor Abílio Santana e os os autores da Bíblia Gay “Graça Sobre Graça”, Jefferson Raphael Caetano Lira, José Marvel Queiroz de Sousa, está marcada para a próxima terça-feira, 12, de setembro, às 08 horas.

MARCO FELICIANO DECLARA APOIO AO PASTOR ABÍLIO

Fonte: JM NOTICIA

PASTORES APROVAM A DECLARAÇÃO DE FÉ DAS ASSEMBLEIAS DE DEUS

Documento tem mais de 100 páginas e quer ser parâmetro para as igrejas da denominação

No segundo dia da 43ª AGO, encontro nacional da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB), foi votada e aprovada a Declaração de Fé das Assembleias de Deus.

 O atual presidente, pastor José Wellington Bezerra da Costa elogiou os pastores membros da Comissão Especial que elaboraram a declaração. Deu destaque para o trabalho realizado pelo pastor Esequias Soares, que a presidiu.

Desde meados do ano passado o material foi colocado sob o crivo dos líderes para aprovação e análise do conteúdo, que podiam enviar sugestões. O pastor Douglas Baptista fez a leitura da versão final do documento que fora previamente submetido a todos os líderes das ADs do Brasil.

Ao longo desta quarta (26), a comissão, formada por 18 integrantes, realizou debates com os propositores de acréscimos e alterações. Foram feitas pequenas alterações em relação ao texto original. Ao final, a Declaração foi aprovada integral e unanimemente. 

Segundo o próprio documento, a ideia é que ele sirva como parâmetro para as igrejas de todo o país, além de servir “como proteção contra as falsas doutrinas” e “contribuir para a unidade do pensamento teológico”.

Documento robusto

Dividido em 24 capítulos, o material apresentado tem mais de 100 páginas e pode ser lido na íntegra aqui

Em linhas gerais, a declaração oferece um compêndio do que historicamente é ensinado na maioria das obras de teologia sistemática protestantes. Na introdução, há a lembrança que a maior parte dessas doutrinas “já são ensinadas nas igrejas desde a chegada ao país dos missionários fundadores, Daniel Berg (1884–1963) e Gunnar Vingren (1879–1933)”.

Contudo, faz a ressalva que o contexto social e político do país “exige uma definição daquilo em que a Igreja crê e daquilo que professa desde as suas origens. As Escrituras Sagradas… precisam ser interpretadas para que todos conheçam a sua mensagem”.

Isael de Araújo, historiador da Assembleia de Deus, lembra também que um dos fundadores da denominação, Gunnar Vingren publicou em 16 de abril de 1919, o artigo “O que nós cremos”, que apresentava quase 100 anos atrás suas convicções teológicas.

Posteriormente, o missionário sueco Otton Nelson (em janeiro de 1931) e o missionário americano Theodoro Richard Stohr (em outubro de 1938) voltaram a escrever sobre o tema no jornal da denominação, o Mensageiro da Paz.

Desde 1969 o “Cremos”, publicado em cada edição do jornal Mensageiro da Paz, era a única Declaração oficial da Igreja sobre seu posicionamento doutrinário. Ele serve de base para a nova Declaração de Fé, uma vez que seus dezesseis artigos de fé são explicados agora seguindo a mesma sequência de assuntos. Os demais capítulos tratam de temas ensinados pela Igreja, que não faziam parte do “Cremos”.

Extraído do link: https://noticias.gospelprime.com.br/declaracao-de-fe-das-assembleias-de-deus/

Continue reading “PASTORES APROVAM A DECLARAÇÃO DE FÉ DAS ASSEMBLEIAS DE DEUS”

Realizando Eventos Eficazes

Em função de atrair, reunir ou conquistar pessoas, diversos eventos são realizados constantemente, mas nem todos atingem os seus propósitos, qual seria a razão disto?
Abaixo, sugestões preciosas para realizar um evento (festividades, seminários, palestras, encontros e etc) com eficácia:
Continue reading “Realizando Eventos Eficazes”

Pular para a barra de ferramentas