Como lidar com o conteúdo de ensino?

0
a) Leia com bastante atenção todo o conteúdo disponível na revista didática. Tente encontrar o “tópico frasal” de cada ponto da lição, isto é, a mensagem central, significativa do comentário bíblico.

b) Sublinhe palavras ou expressões-chaves.

c) Delimite seu campo de pesquisa. Não atire para todos os lados antes de determinar claramente seus objetivos. Que tipo de lição você pretende imprimir no coração e na mente de seus alunos? Quais comportamentos deverão ser mudados?

d) Selecione seu material de pesquisa: comentários, enciclopédias, dicionários, chave-bíblica, bíblias de diversas versões, artigos de revistas, material de internet etc.

e) Arrume e disponibilize todo material encontrado. O conteúdo deve ser desenvolvido de maneira que haja sequência, ordenação e integração.

f) Selecione o conteúdo desses materiais e faça resumos.

g) Junte todo esse material com o da revista e elabore um novo esboço, com novas divisões e subdivisões. Estude-o cuidadosamente.

Foto: Como lidar com o conteúdo de ensino:  a) Leia com bastante atenção todo o conteúdo disponível na revista didática. Tente encontrar o “tópico frasal” de cada ponto da lição, isto é, a mensagem central, significativa do comentário bíblico.   b) Sublinhe palavras ou expressões-chaves.  c) Delimite seu campo de pesquisa. Não atire para todos os lados antes de determinar claramente seus objetivos. Que tipo de lição você pretende imprimir no coração e na mente de seus alunos? Quais comportamentos deverão ser mudados?  d) Selecione seu material de pesquisa: comentários, enciclopédias, dicionários, chave-bíblica, bíblias de diversas versões, artigos de revistas, material de internet etc.  e) Arrume e disponibilize todo material encontrado. O conteúdo deve ser desenvolvido de maneira que haja sequência, ordenação e integração.  f) Selecione o conteúdo desses materiais e faça resumos.  g) Junte todo esse material com o da revista e elabore um novo esboço, com novas divisões e subdivisões. Estude-o cuidadosamente.

Por Pr. Marcos Tuler.

Deixe uma resposta! Seu comentário é relevante!