Jovens e Adultos: Lição 07: Os Dez Mandamentos do Senhor (DINÂMICA)

0
Professoras e professores, observem estas orientações:

1 – Antes de abordar o tema da aula, é interessante que vocês mantenham uma conversa informal e rápida com os alunos:
– Cumprimentem os alunos.
– Perguntem como passaram a semana.
– Escutem atentamente o que eles falam.
– Observem se há alguém necessitando de uma conversa e/ou oração.
– Verifiquem se há alunos novatos e/ou visitantes e apresentem cada um.

2 – Este momento não é uma mera formalidade, mas uma necessidade. Ao escutá-los, vocês estão criando vínculo com os alunos, eles entendem que vocês também se importam com eles.

3 – Após a chamada, solicitem ao secretário da classe a relação dos alunos ausentes e procurem manter contato com eles durante a semana, através de telefone ou e-mail.
Os alunos se sentirão queridos, cuidados, perceberão que vocês sentem falta deles. Dessa forma, vocês estarão estabelecendo vínculos afetivos com seus alunos.

4 – Escolham um momento da aula, para mencionar os nomes dos alunos aniversariantes, parabenizando-os, dando-lhes um abraço, oferecendo um versículo.

5 – Fazendo o que foi exposto acima, somando-se a um professor motivado, associada a uma boa preparação de aula, com participação dos alunos, vocês terão bons resultados! Experimentem!

6 – Agora, vocês iniciam o estudo da lição 07.

7 – Falem: A lição de hoje tem como título “Os Dez Mandamentos do Senhor”.

8 – Trabalhem o conteúdo da lição de foram participativa e de forma contextualizada, vejam esta sugestão:
– Coloquem no quadro uma figura do Monte Sinai e das Tábuas de Pedra.
Saibam mais sobre a importância de recursos visuais  nas aulas, lendo o texto pedagógico “A utilização de Recursos Visuais na EBD” (postado abaixo).
– Façam um breve resumo sobre a permanência do povo de Israel no Sinai e o recebimento das tábuas da Pedra contendo os 10 Mandamentos.
– Em seguida, utilizem a dinâmica “Dez Mandamentos”.
– Para concluir leiam o texto “Mandamentos”.
Tenham uma excelente e produtiva aula!

Dinâmica: Dez mandamentos

Objetivo: Iniciar o estudo sobre os 10 mandamentos.

Material:
01 caneta para cada aluno
01 cartaz com a relação dos 10 mandamentos
01 pincel atômico

Procedimento:
– Falem que os dez mandamentos foram escritos pelo dedo de Deus numa tábua de pedra e entregue para Moisés para que divulgasse para o povo.
Falem ainda: Nós também conhecemos os Dez Mandamentos.
– Agora, peçam para que eles escrevam pelo menos 05 destes mandamentos nos dedos de sua mão direita ou esquerda ou se preferir peçam para que desenhem uma de suas mãos e escrevam em cada dedo um dos 10 mandamentos.
– Agora, coloquem um cartaz com os 10 Mandamentos e falem que agora ninguém pode acrescentar mais nada.
– Depois, eles devem compartilhar com os colegas os mandamentos que cada um escreveu nos dedos da mão. À medida que eles vão falando, vocês devem colocar um tracinho ao lado do mandamento citado e explicar cada um deles.
Analisem com os alunos quantas vezes cada mandamento foi citado e depois enfatizem a importância de cada um deles para o povo de Israel e para nós como valores do reino de Deus.
– Para finalizar, perguntem: O que pode representar a escrita dos mandamentos nos dedos da mão?
Aguardem as respostas.
Enfatizem que “mãos” nos remete a atividade, neste caso a ação que devemos ter diante da prática dos mandamentos.
Por Sulamita Macedo.

Texto de Reflexão: Mandamentos
             É preciso reconhecer a abrangência e a atualidade dos Dez Mandamentos, listados no texto de Ex. 20.1-17. Eles não foram abolidos; ainda são importantes e necessários. No Sermão do Monte(Mt 5 – 7) Jesus falou sobre a necessidade de aplica-los em nossa vida, lembrando a profundidade de cada um deles. Por exemplo, a proibição de matar não se restringe ao assassinato propriamente dito, pois quem fica irado com alguém ou o insulta com ódio já deixou de cumprir esse mandamento(Mt 5. 21 a 22).
            É importante saber que a lei de Deus expressa nos mandamentos sempre foi algo bom para o ser humano. Seu propósito é apontar a direção necessária e fornecer  as condições para uma vida equilibrada. Assim, não devemos considerar os mandamentos como um fardo pesado. Eles existem para tornar nossa vida melhor. Quantos problemas há no mundo porque o homem esquece o criador e se afasta daquilo que a Lei de Deus ordena?
            Se quisermos aproximar-nos de Deus, precisamos conhecer e praticar  aquilo que ele ordena. Somente assim seremos realmente felizes e bem-sucedidos. Para Israel, isso ficou bem claro em Dt. 4. 40: “Obedeçam aos meus decretos e mandamentos  que hoje lhes ordeno, para que tudo vá bem com vocês  e com seus descendentes,  e para que vivam muito tempo na terra que o Senhor, o seu Deus, lhes dá  para sempre”. Que promessa maravilhosa!
            A Bíblia ensina o caminho em que devemos andar. Isso inclui os Dez Mandamentos, que são resumidos por Jesus no Grande Mandamento: Amar o Senhor acima de tudo e o nosso  próximo como a nós mesmos(Mt 22.37-39). Analise sua vida e tome cuidado de não chamar o mal de bem e o bem de mal. Observar os mandamentos de Deus é a direção certa para o caminho de quem deseja agradá-lo. HSG
Fonte: Pão Diário
           
Texto Pedagógico
A utilização de Recursos Visuais na EBD
            A todo o momento recebemos estímulos visuais e também auditivos que objetivam chamar nossa atenção, para determinados fins.
          Na Educação Cristã, os recursos visuais são também fonte de motivação para o ensino, tanto para crianças como para adultos.
        Mas, o que são recursos visuais? Entende-se que são imagens que facilitam a aprendizagem, que podem ser simples ou mesmo sofisticadas, tecnológicas ou não, por exemplo: gravuras, objetos, mapas, cartazes, slides, filmes etc.
            Vejamos, então algumas vantagens de sua utilização:
            – Desperta a atenção
            – Estimula o interesse e a percepção
            – Torna a aprendizagem mais rápida
            – Aumenta a retenção da aprendizagem
            – Motiva a apresentação e o aluno
            – Torna a aula mais atrativa

        Sabendo dessas vantagens, o professor deve utilizar, sempre que possível, os recursos visuais, nas aulas da EBD, agregando também outras formas de facilitação da aprendizagem, conforme sua criatividade e condições.

            Há uma pesquisa, muito difundida no meio educacional, que aponta o percentual de retenção da aprendizagem de acordo os sentidos envolvidos no ensino:
             O aluno aprende:
   20% do que ouve
   30% do que vê
   50% do que vê e ouve
  70% do que ouve, vê e fala
  90% do que ouve, vê, fala e faz
            Observem que quando apenas ouvimos durante a aula, retemos apenas 20% do que foi falado. Mas, o percentual aumenta para 50% quando, além da fala, há elementos visuais. E vai aumentando quando participamos, refletimos e praticamos. Então, quanto mais sentidos envolvidos na aprendizagem mais eficaz ela será!
           Então, professor, além de sua fala, agregue outros recursos ao ensino, buscando a participação do aluno para que haja uma quebra da passividade do ouvinte durante a exposição do tema, tornando-o sujeito ativo do seu conhecimento. Com isto haverá uma mudança de paradigma da aula da EBD – aquela que comumente vemos: o professor falando e os alunos escutando… Para que na verdade isto aconteça é imprescindível uma tomada de consciência do professor como agente facilitador da aprendizagem.
          “Mas o que foi semeado em boa terra é o que ouve, compreende a palavra e dá fruto, e um produz cem, outro sessenta e outro trinta.” Mt 13.23


Por Sulamita Macedo.

Fonte: http://atitudedeaprendiz.blogspot.com.br/

Deixe uma resposta! Seu comentário é relevante!