Jovens e Adultos: Lição 08: O Ministério de Evangelista (Dinâmica)

0
Professoras e professores, observem estas orientações:
1 – Antes de abordar o tema da aula, é interessante que vocês mantenham uma conversa informal e rápida com os alunos:
– Cumprimentem os alunos.
– Perguntem como passaram a semana.
– Escutem atentamente o que eles falam.
– Observem se há alguém necessitando de uma conversa e/ou oração.
– Verifiquem se há alunos novatos e/ou visitantes e apresentem cada um.

2 – Este momento não é uma mera formalidade, mas uma necessidade. Ao escutá-los, vocês estão criando vínculo com os alunos, eles entendem que vocês também se importam com eles.

3 – Após a chamada, solicitem ao secretário da classe a relação dos alunos ausentes e procurem manter contato com eles durante a semana, através de telefone ou e-mail.

Os alunos se sentirão queridos, cuidados, perceberão que vocês sentem falta deles. Dessa forma, vocês estarão estabelecendo vínculos afetivos com seus alunos.
4 – Escolham um momento da aula, para mencionar os nomes dos alunos aniversariantes, parabenizando-os, dando-lhes um abraço, oferecendo um versículo.

5 – Fazendo o que foi exposto acima, somando-se a um professor motivado, associada a uma boa preparação de aula, com participação dos alunos, vocês terão bons resultados! Experimentem!

6 – Agora, trabalhem a lição 08. Vejam as sugestões abaixo:
– Falem: Começamos a estudar sobre os dons Ministeriais. Domingo, estudamos sobre o dom de Profeta. Hoje, lição 08, vamos aprender sobre o dom de Evangelista. Trabalhem este tema, seguindo os itens abaixo:
– Para iniciar o estudo sobre a evangelização, utilizem a dinâmica“Anunciando”.
– Trabalhem os pontos levantados na lição sempre de forma participativa e contextualizada.
Falem sobre os objetivos dos 70 enviados por Jesus
A Grande Comissão
O dom ministerial de Evangelista
– Para finalizar a aula, realizem uma das dinâmicas “O Resgate” ou“Vestindo a Camisa”.
Tenham uma excelente e produtiva aula!

Atenção, professoras e professores da lição de Pré-adolescentes, Adolescentes, Juvenis, Discipulado 1 e Discipulado 2! Vocês já podem encontrar orientações pedagógicas para as lições, no blog Atitude de Aprendiz.
Você encontram as orientações pedagógicas nesta sequência: Jovens e Adultos, Pré-adolescentes, Adolescentes, Juvenis, Discipulado 1 e Discipulado 2.

Dinâmica: Anunciando
Objetivo: Refletir sobre a evangelização e o que estamos fazendo para anunciar o plano de Salvação.

Material:
Chocolate para uma parte da turma.

Procedimento:
– Dividam a turma em 03 grupos.
– Orientem cada grupo da seguinte forma:
Grupo 1: Vocês receberão chocolate e quando estiver no grande círculo, deverão comê-lo imediatamente.
Grupo 2: Será oferecido a vocês chocolate, quando estiver no grande círculo, mas não deverão aceitá-lo.
Grupo 3: Vocês não receberão chocolate, não será oferecido chocolate para vocês, mas deverão pedir bastante, quando estiverem no grande círculo.
– Juntem os 03 grupos, formando um grande círculo.
– Agora, realizem os comandos para cada grupo, já expostos acima.
– Depois, perguntem: O que podemos refletir sobre a evangelização nestas 03 situações? O chocolate pode representar quem ou o quê?
O chocolate pode representar Jesus, o plano da salvação, a palavra de Deus.
Situação 01: São as pessoas que aceitam o convite de salvação, porque alguém evangelizou.
Situação 02: São as pessoas que ouvem, mas não aceitam, rejeitam a palavra de Deus.
Situação 03: São as pessoas que não são evangelizadas, tem sede de salvação, mas ainda não foram alcançadas.
– Para finalizar, reflitam sobre a importância da evangelização e o que estamos fazendo para anunciar o evangelho.
Por Sulamita Macedo.

Dinâmica: O Resgate

Objetivo: Exemplificar o ato de evangelizar.

Material:
– Lanternas, velas ou isqueiros para uma parte da turma (grupo 01).
– TNT preto em tiras para vendar os olhos de alguns alunos (grupo 02).

Procedimento:
– Após trabalhar o conteúdo da lição, dividam a turma em dois grupos.
O grupo 01 representará aquelas pessoas que já ingressaram no Reino de Deus, isto é, ouviram e aceitaram Sua palavra. Para este grupo, entreguem uma lanterna, vela ou isqueiros.
O grupo 02 representará aquelas pessoas que estão no reino das trevas. Para cada aluno entreguem uma faixa de TNT de cor preta.
– Façam as explicações expostas no item acima para os alunos.
– Apontando para o grupo 01, leiam Cl 1.12 a 14. Então, peçam para que acendam as lanternas, velas ou isqueiros.
– Agora, apontando para o grupo 02, leiam II Co 4.4. Solicitem para que coloquem a venda(TNT preto) sobre os olhos.
– Em seguida, perguntem para o grupo 01: O que podemos fazer para resgatar aqueles que estão no reino das trevas?
Certamente as respostas serão dirigidas para o evangelismo, a propagação da mensagem de salvação.
– Então, solicitem para que o grupo 01, com suas lanternas acesas, chegue até o grupo 02 e falem da mensagem do Evangelho.
Observação muito importante: Combinem previamente com o grupo 02, para que alguns aceitem e outros não aceitem a mensagem de salvação. O grupo 01 não deverá saber desse combinado.
– Aqueles que aceitarem deverá retirar a venda dos olhos e entrar no Reino de Deus, isto é, no grupo 01.
– Concluam, falando que devemos ser evangelizadores e que não estamos sozinhos, pois temos a ajuda do Espírito Santo. Leiam, ainda, Rm 10.14.
Por Sulamita Macedo.

Dinâmica: Vestindo a Camisa

Objetivo: Refletir sobre o compromisso com a evangelização e missões.

Material: 01 folha de papel ofício para cada aluno.

Procedimento:
– Entreguem para cada aluno 01 folha de papel ofício.
– Solicitem aos alunos que façam um barco, utilizando a técnica da dobradura (aquela que fazíamos  costumeiramente quando criança, lembram?).
Aguardem que todos terminem e ajudem alguns que se esqueceram de como fazer.
– Falem: Quando aceitamos a Cristo, entramos no barco do Reino de Deus. Temos Jesus como nosso guia. Temos também a responsabilidade individual de transmitir os valores do Reino de Deus, através da propagação do evangelho.
– Falem: Fazer este trabalho de evangelização local, nacional ou transcultural, alguns aceitam ou rejeitam, ou perseguem, trazendo momentos de dificuldades, pensamos até que vamos naufragar, não alcançando o objetivo proposto. 
– À medida que vocês falarem nas dificuldades, vocês retiram a extremidade da direita e da esquerda do barco, rasgando as duas pontas. Depois, retirem também a extremidade da vela.
– Continuem, falando: Apesar das dificuldades, não naufragamos porque Cristo está conosco.
– Leiam Mt 8. 24 a 27.
  – Falem:  Apesar das avarias do barco (apontem para as extremidades retiradas), Cristo é nosso socorro; estamos no barco, porque somos integrantes do Reino, decidimos “Vestir a Camisa” do Reino de Deus.
– Perguntem: O que significa “Vestir a Camisa”?
Certamente as respostas terão o seguinte teor: ter compromisso, apresentar dedicação, estar motivado.
– Agora, solicitem aos alunos que abram a dobradura do barco. O que eles verão? Uma camisa!
A folha deve ficar dobrada ao meio, não abrir a folha completamente!
– Falem: Quem entra no Reino, precisa “Vestir a Camisa”, isto significa está comprometido com a Palavra de Deus, com os valores do Reino e a propagação do evangelho.
– Perguntem: Estamos realmente vestindo a “Camisa do Reino”?
Ideia original de transformar a dobradura do barco em camisa desconhecida.
Esta versão da dinâmica por Sulamita Macedo.

Texto Pedagógico
Como utilizar bem o tempo de aula da EBD
Não perca tempo!
Vamos pensar um pouco sobre o tempo de aula da Escola Bíblica Dominical. Nas escolas seculares, a hora/aula dos turnos matutino e vespertino tem 50 minutos de duração, enquanto no noturno 40m, com 5 aulas diárias. Na EBD, temos 01 aula semanal, geralmente, de 50 a 60 minutos. Considero que é este tempo é pouco, o ideal seria 1h30m. Mas, qualquer que seja o tempo destinado para a aula, deve ser bem utilizado.
            Você já parou para pensar nesse tempo de aula da EBD, relacionando a totalidade de tempo semanal que seu aluno está exposto a muitas formas de informação e influência? Com certeza é um espaço temporal mínimo, então não desperdice os minutos precisos destinados para o estudo da lição. Mas, O que você tem feito com o tempo de aula da EBD?
Uma das formas de utilizar bem o tempo da aula da EBD é realizar o planejamento de ensino, para que o momento da aula seja ocupado com o estudo e com atividades importantes e consistentes para o tema a ser abordado. A outra forma é executá-lo com sucesso.
Ao iniciar a aula, mantenha um contato com os alunos, de forma breve. Na parte inicial das lições que são publicadas neste blog, coloco repetidamente algumas sugestões de como realiza-la, que deve acontecer antes de começar o estudo da lição. Com certeza, você já deve conhecer!
Em seguida, faça a introdução do tema, também de forma rápida, situando o aluno no contexto da lição, associando o tema com aulas anteriores, estimulando o aluno para o que vai ser estudado neste dia. Lembre-se de que a aula não começa aqui, pois já teve seu início naquele momento inicial, já citado no parágrafo anterior.
Depois, utilize o tempo com o desenvolvimento da lição, mantendo o foco da aula, com a explanação do tema a ser estudado e execução de atividades relevantes. Utilize métodos variados e técnicas adequados ao assunto e para os alunos.  Veja, no marcador “Textos Pedagógicos” deste blog, textos sobre diferentes formas de dinamizar as aulas da EBD.
Para conclusão da aula, reserve um tempo para fazer o fechamento da lição, enfatizando os pontos mais importantes, levando o aluno a refletir sobre estes ensinamentos para sua vida prática. Daí, a necessidade de contextualizar o tema da aula com o tipo de aluno que você tem, desde a o desenvolvimento da lição, para que neste momento de finalizar a aula, o aluno possa também fazer suas próprias conclusões.
Não há necessidade de uma rigidez temporal cronometrada pelo relógio de forma exagerada, para a execução das 03 partes da aula – a introdução, o desenvolvido e a conclusão. É necessário apenas um olhar atento e cuidadoso para que não haja perda de tempo. Veja esta sugestão, para uma aula de 60 minutos: reserve 10 minutos para a introdução, 40 minutos para o desenvolvimento, 10 minutos para a conclusão, aproximadamente.
Há professores que não planejam a lição, nem têm cuidado com o tempo de aula e pode achar que 50 a 60 minutos é um grande intervalo temporal para a aula. Então, começa a contar histórias pessoais ou de outrem, divaga pelo assunto sem objetivo, quando percebe o tempo já passou e resta pouco tempo para coisas importantes. Dessa forma, o professor manteve o tempo de aula ocupado, mas foi mal utilizado. Daí, a importância de ler a lição, destacando os pontos mais importantes para trabalhar primeiro, depois os outros pontos serão abordados. Planeje a aula, não improvise.
O professor, tendo conhecimento de como dividir o tempo de aula, não desperdiçará este momento precioso de ensino da Palavra de Deus, saberá o que vai realizar dentro da organização previamente feita e o tempo será ocupado e bem utilizado.
“Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu”(Ec 3:1), inclusive ministrar uma boa aula, utilizando bem o tempo!


Por Sulamita Macedo.

Fonte: http://atitudedeaprendiz.blogspot.com.br/

Deixe uma resposta! Seu comentário é relevante!