www xxx com english vodeo bar paly nude bf xx video bf brazer quet neibhour xvid3os japnesh giral big hip xxx video nesaporn.mobi englis xxx dubing hindi porn zoox18 download video sex jav aunt free mobile pornolaba.mobi justindianporn.org onlyindian.net sex hot rape alien rose mciver nude sexxxxxxxxy video sunny kompoz.me javshare.pro javmobile.mobi sleep hot sex videos uhd oops accidental pussy flashing new xxx video in wach tubepatrol.org ero-video.mobi milfporntrends.com
javshare.pro ero-video.mobi thaihdporn.com milfporntrends.com kama sutra xxx hd video 4k creampie dripping anal creampie random nsfw images from reddit america xxx full xxx vidoes chani patricia heaton nude videos red wap yuna shiina pornolaba.mobi kompoz.me tubepatrol.org xxx video सनी लेवल anya taylor joy nude 3 gp king 3gp vedio download free porn video dikhaiye emma dumont x hd video choda chodi onlyindian.net justindianporn.org javidol.org lana zakocela fuck cutscenes net movies aachha xxx video hd very fine

ATEUS PERDEM PROCESSO QUE TENTAVA DERRUBAR TOTEM CRISTÃO

A ATEA (Associação Brasileira de Ateus e Agnósticos), com sede no Rio de Janeiro, entrou com uma ação pedindo a derrubada do monumento na entrada do município de Penápolis, em São Paulo.

 Com a frase “Aqui Jesus reina”, o totem fica numa rotatória de acesso à cidade.

A Justiça julgou improcedente a ação movida pelos ateus, que argumentavam que pelo Estado ser laico, “não cabe a qualquer ente federado, seja ele a União, Estado ou município, como no caso, manter um monumento religioso em um logradouro público”.

Em sua defesa, a prefeitura argumentava que não houve investimento público na construção, custeada integralmente pela empresa Couropen Ltda. 

Caso a cidade se negasse a derrubar o totem, a ATEA pedia uma multa de R$ 50 mil. O promotor José Fernando da Cunha alegou que não há violação de norma constitucional.

“É função institucional do MP a defesa da ordem jurídica, do regime democrático e dos interesses sociais e individuais indisponíveis, bem como zelar pelo efetivo respeito dos poderes públicos e dos serviços de relevância pública aos direitos assegurados”, comentou. 

A decisão do juiz Augusto Bruno Mandelli, da 2ª Vara da Comarca de Penápolis, foi contrária ao pedido dos ateus, julgada improcedente, mas ainda cabe recurso. Com informações Folha da Região

Por Jarbas Aragão

Fonte: Gospel Prime

COMENTÁRIOS

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Comprar Seguidores No Instagram