Jovens e Adultos – A Família e a Sexualidade – Dinâmica

0
Os jovens e as pessoas em geral têm acesso fácil a internet. Quais os cuidados que a igreja está tendo quanto ao acesso dos seus membros a sites pornográficos?

Professoras e professores, para esta lição, apresento as seguintes sugestões:
Para iniciar a aula, destinem pelo menos 05 minutos para manter um contato com os alunos, antes de introduzir o tema da aula. Para isso, vocês devem perguntar como eles passaram a semana; observem atentamente o que eles estão falando, pois vocês podem detectar se há alguém precisando de oração, de uma conversa etc. Apresentem os visitantes.
Vejam também qual o melhor horário para vocês apresentarem os alunos aniversariantes da semana, se houver.
Com esta atitude, somada aquela do início da aula, vocês estão formando vínculos afetivos com os alunos.

– Falem do tema da aula: a visão bíblica sobre a sexualidade.

– Iniciem, perguntado: O que é sexualidade?
Aguardem as respostas. De acordo com as respostas, estabeleçam diferença entre sexualidade, sensualidade, sexo, pornografia e erotismo.

– Depois, utilizem a dinâmica“Sexualidade”.

– Em seguida, trabalhem outros pontos levantados na lição ou outros que aparecerem durante a aula.

Tenham uma excelente e produtiva aula!

Texto Pedagógico
Método de Perguntas e Respostas
            O Método de Perguntas e Respostas consiste em lançar uma pergunta para os ouvintes, de forma que promova nos alunos um momento de reflexão para emitir suas respostas.
            Neste método é requerida uma pergunta bem elaborada, evitando assim respostas factuais e que conduzam a resposta com sim, não, não sei, talvez etc.
            A utilização deste método nas aulas da EBD pode ser tanto no início, no meio ou final da aula, dependendo então do momento, que o professor desejar, previamente pensado na execução do planejamento.
            A pergunta pode ser emitida, para turma, oralmente ou apresentada por escrito; depois de sua apresentação, aguarde um pouco de tempo e comece a anotar as respostas no quadro ou cartolina. Caso as respostas não apareçam de imediato, provoquem os alunos para que eles falem.

            As vantagens de sua utilização podem ser observadas, pois com sua inserção na aula, o professor está oportunizando a participação do aluno na aula, além de conhecer o que o aluno sabe sobre o tema.
            Quanto às desvantagens, podem ser citadas:
– O aluno não conhecer o tema e não emitir resposta;
– Outro que emite a resposta e ter vergonha de estar errada e temer que pode acontecer atitudes inadequadas dos colegas devido a resposta dele – isto deve ser corrigido pelo professor, para que todos possam ter coragem de falar e saber que vai ser respeitado;
– Despreparo do professor em aceitar todas as respostas e depois não saber como extrair delas elementos para a análise final.
Não descarte nenhuma resposta, mesmo que esteja errada, incompleta ou não fazer sentido ao que foi perguntado. Todas as respostas devem ser observadas, pois ao ser lançada a pergunta, as respostas aparecerão.
 Depois, é importante analisar todas as respostas, apresentando os argumentos bíblicos para o desfecho da análise. Dessa forma, o aluno perceberá que o professor “aproveitou” suas ideias, não deixando-as de lado e, certamente, em outras ocasiões continuará a querer participar, ao invés de se fechar, se o professor fizer de conta que não escutou uma resposta ou não dando atenção ao aluno pela emissão de algo errado ou descabido ou porque o professor não cortou de imediato as ações de pouco caso dos colegas etc.
            Jesus utilizou-se de várias formas de ensinar, dentre eles o de Perguntas e Respostas. As perguntas lançadas por Jesus objetivavam levantar questionamentos, fazendo o ouvinte pensar, instigando à dúvida, proporcionando-lhe um novo aprendizado.
            “Pois qual é mais fácil? Dizer: Perdoados te são os teus pecados ou dizer: Levante-te e anda?“ Mt 9.5
            “O batismo de João era do céu ou dos homens? Respondei-me.” Mc 11.30
            “… Quem dizem os homens ser o Filho do homem?” Mt 16.13.
Que tal seguir o exemplo do Mestre dos mestres? Utilize o método de perguntas e respostas nas aulas da EBD, ele fica muito bem nas aulas expositivas! Observe as orientações deste texto e faça bom proveito!


Por Sulamita Macedo.
Dinâmica: Sexualidade
Objetivos:
Conhecer o que os alunos sabem sobre o tema.
Alertar para a necessidade de saber defender o ponto de vista bíblico sobre a sexualidade, prática sexual etc.
Material:
04 crachás com nome JORNALISTA
Perguntas num envelope(vejam no procedimento)
Procedimento:
1 – Dividam a turma em 4 grupos.
2 – Falem que cada grupo receberá um jornalista que fará perguntas sobre o que a bíblia fala sobre sexualidade.
3 – Então, coloquem o crachá com nome JORNALISTA em uma pessoa do grupo, que também receberá as perguntas que deverá fazer para o grupo.
Perguntas para o grupo 1:
– Praticar sexo é pecado?
– O que a Bíblia fala sobre homossexualismo?
– Os jovens e as pessoas em geral têm acesso fácil a internet. Quais os cuidados que os pais evangélicos estão tendo quanto ao acesso dos seus filhos a sites pornográficos?
Perguntas para o grupo 2:
 – Como é feita a orientação sexual na Igreja?
 – O casal evangélico pode ter prazer sexual no casamento?
– Qual o posicionamento dos evangélicos quanto ao homossexualismo?
Perguntas para o grupo 3:
– Como é feita a orientação sexual na família evangélica?
– É verdade que a igreja prega que o sexo só deve ser praticado depois do casamento? Argumente.
– Os jovens e as pessoas em geral têm acesso fácil a internet. Quais os cuidados que a igreja está tendo quanto ao acesso dos seus membros a sites pornográficos?
4 – Depois, os “jornalistas” vão apresentar para a turma as respostas dos grupos.
5 – Em seguida, trabalhem os pontos levantados na lição, apresentando argumentos bíblicos, confirmando, acrescentado ou contrapondo, se necessário, com as respostas dos grupos.

Por Sulamita Macedo.

Fonte: http://atitudedeaprendiz.blogspot.com.br/

Deixe uma resposta! Seu comentário é relevante!