fbpx

Alunos cristãos se preocupam em ‘ajudar o próximo’

A educação das faculdades cristãs está fazendo com que os graduados se comprometam com esse conjunto de obrigações morais.

Alunos_cristãos
Foto: Reprodução

O projeto de pesquisa do grupo ‘Cardus’ fornece um relato completo sobre a sistemática do ensino superior cristão. De acordo com o resultado, ele está fazendo diferença na vida dos alunos

Os graduados em uma faculdade cristã são diferentes. De acordo com uma pesquisa do grupo cristão, Cardus, dois terços dos graduados em universidades religiosas dizem que é importante encontrar um emprego que “ajude diretamente os outros”.

A pesquisa será apresentada na conferência do Conselho de Faculdades e Universidades Cristãs para administradores de faculdades em San Diego nesta quarta-feira (12).

BOM SENSO 

Segundo o estudo os alunos cristãos têm um forte senso de obrigação moral. Durante a pesquisa 85% disseram que era importante “agir contra erros e injustiças na vida”. Além disso, 80% disseram que “deveriam ajudar pessoas de outros países em situação de pobreza ou vítimas de injustiça”.

Os graduados das escolas religiosas são mais propensos a sentir um compromisso moral no cuidado do meio ambiente. Assim, 90% disseram que isso era importante para eles. O estudo da organização canadense, Cardus, tenta “traduzir a riqueza da tradição da fé cristã na praça pública para o bem comum”. E está comprometida há muito tempo em demonstrar o valor das escolas cristãs.

PESQUISA 

Foram analisados mais de 1.300 graduados com diplomas de quatro anos de escolas públicas e privadas, religiosas e não religiosas nos Estados Unidos e Canadá. “O que eles entregam?” foi co-escrito por Albert Cheng, professor de reforma educacional da Universidade de Arkansas e David Sikknik, sociólogo da Universidade de Notre Dame.

O ensino superior cristão está realmente fazendo diferença na vida dos alunos. Instituições religiosas, em particular, estão sob pressão para defender seu valor. Da mesma forma. Muitas escolas passam muito tempo defendendo o valor econômico de uma educação superior, mas não consideram outros fatores, disse Cheng.

“Essas instituições não estão apenas ajudando as crianças a processar ‘o que eu quero ser quando crescer’ em termos de dinheiro. Mas há muita conversa sobre o que realmente é a vocação”, afirmou Cheng.

A educação das faculdades cristãs está fazendo com que os graduados se comprometam com esse conjunto de obrigações morais. Dessa forma os alunos do ensino médio escolhem faculdades cristãs porque estão pensando em ajudar as pessoas e tornar o mundo um lugar melhor.

FACULDADES CONFESSIONAIS

No decorrer da pesquisa, cinquenta e cinco por cento disseram que a missão religiosa era importante para eles e levaram em consideração sua escolha da universidade onde estudar. Cheng e Sikknik perguntaram aos graduados sobre suas razões para escolher uma faculdade. Os três principais motivos, foram reputação acadêmica, programas de graduação específicos e custo.

Apenas 10% dos estudantes de faculdades e universidades cristãs disseram que a missão religiosa de sua escola foi a principal razão pela qual a escolheram.

“Há pessoas que querem mergulhar no aspecto formativo da educação e nós podemos atendê-las. Que tal ser o lugar que faz grandes perguntas e promove a conexão com a comunidade e a sociedade?”, declarou o professor.

*Com informações de Christianity Today.
Extraído do Site: Comunhão

AGRADECEMOS!

×

Olá!

Clique em um de nossos representantes abaixo para conversar no WhatsApp ou envie um email para [email protected]

×