fbpx

Dinâmica Lição 05: O Lamento de Jó

A Fragilidade Humana e a Soberania Divina: Lições do Sofrimento e da Restauração de Jó

Professoras e professores, observem estas orientações:

1 – Antes de abordar o tema da aula, é interessante que vocês mantenham uma conversa informal e rápida com os alunos:

– Cumprimentem os alunos.

– Dirijam-se aos alunos, chamando-os pelo nome, para tanto é importante uma lista nominal para que vocês possam memorizar.

– Perguntem como passaram a semana.

– Escutem atentamente o que eles falam.

– Observem se há alguém necessitando de uma conversa e/ou oração.

– Verifiquem se há alunos novatos e/ou visitantes e apresentem cada um.

2 – Este momento não é uma mera formalidade, mas uma necessidade. Ao escutá-los, vocês estão criando vínculo com os alunos, eles entendem que vocês também se importam com eles.

Outro fator importante para estabelecer vínculos com os alunos é através das redes sociais, adicionem os alunos e mantenham comunicação com eles.

3 – Após a chamada, solicitem ao secretário da classe a relação dos alunos ausentes e procurem manter contato com eles durante a semana, através de telefone ou email ou pelas redes sociais, deixando uma mensagem “in box” dizendo que sentiu falta dele(a) na EBD).

Os alunos se sentirão queridos, cuidados, perceberão que vocês sentem falta deles. Dessa forma, vocês estarão estabelecendo vínculos afetivos com seus alunos.

4 – Escolham um momento da aula, para mencionar os nomes dos alunos aniversariantes, parabenizando-os, dando-lhes um abraço, oferecendo um versículo.

5 – Fazendo o que foi exposto acima, somando-se a um professor motivado, associando a uma boa preparação de aula, com participação dos alunos, vocês terão bons resultados! Experimentem!

6 – Agora, vocês iniciam o estudo da lição. Vejam estas sugestões:

– Apresentem o título da lição: O Lamento de Jó.

– Perguntem: O que é lamento?

Aguardem as respostas.

Se necessário, apresentem definição do dicionário.

– Trabalhem os pontos levantados na lição, sempre de forma participativa e contextualizada.

Vocês já sabem que a aula expositiva ou Preleção é um método que está centralizado na oralidade por parte do professor. Entretanto, esta unilateralidade da exposição não é boa, tendo em vista que somente o professor fala e os alunos escutam, escutam, escutam… tendem a se dispersar e a aprendizagem fica comprometida.

Por isso, recomendo que vocês, busquem a participação dos alunos nas aulas.

Para isso é importante que você apresente estratégias que estimule a participação dos alunos, valorize o conteúdo, reforce as aplicações e facilite a aprendizagem. Portanto, para não perder de vista o alvo da lição, use a criatividade, apresente domínio da matéria e observe se os alunos estão entendendo o assunto. Só assim você saberá adaptar as sugestões apresentadas aqui.

– Para concluir, apliquem a dinâmica “Qual o seu lamento?”.

Tenham uma excelente e produtiva aula!

Dinâmica: Qual é o seu lamento?

Objetivo: Concluir o estudo do tema de forma prática, com apresentação do lamento dos alunos e orando uns pelos outros.

Material: ¼ de folha de papel ofício e caneta para cada aluno

Procedimento:

– Após trabalhar o conteúdo da lição, falem para os alunos:

Acabamos de estudar sobre o lamento de Jó. Conhecemos também o relato bíblico sobre o lamento de Jeremias, o lamento de Samuel, o lamento de Oséias, entre outros.  Mas, qual é o seu lamento?

– Então, distribuam para os alunos ¼ de folha de papel ofício para que escrevam um lamento(pessoal), orientando para que identifiquem colocando o nome do aluno.

– Peçam para que os alunos leiam conjuntamente o versículo abaixo:

“Por que estás abatida, ó minha alma? E por que te perturbas dentro de mim? Espera em Deus, pois ainda o louvarei, o qual é a salvação da minha face e Deus meu”(Salmos 43:5).

– Recolham todos os papéis já escritos com o lamento e tornem a distribuir entre os alunos, tomando cuidado para o aluno receber um lamento não escrito por ele.

– Agora, orientem para que passem a semana orando pelo lamento do colega.

– Para finalizar, leiam:

“…Orai uns pelos… A oração feita por um justo pode muito em seus efeitos”. Tg 5.16

“E rogo-vos irmãos, por nosso Senhor Jesus Cristo e pelo amor de Espírito, que combatais comigo nas vossas orações por mim a Deus”. Rm 15.30

Por Sulamita Macedo.

Fonte: Atitude de Aprendiz

COMENTÁRIOS

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: