fbpx

Infectologistas anunciam descoberta de que um antigo remédio contra malária cura ´100% do coronavírus´

Empresa Bayer informa que vai doar sua versão desse antigo remédio para os Estados Unidos

Gregory Rigano, consultor da Faculdade de Medicina da Universidade de Stanford, um pesquisador francês de renome mundial, testou uma opção promissora de tratamento com COVID-19 com um medicamento que existe há décadas e normalmente é usado para tratar a malária, e o resultado foi extremamente positivo. O estudo foi conduzido pelo maior infectologista do mundo, Didier Raoult.

O próprio Raoult já havia divulgado em vídeo a descoberta no dia 16 de março; e em 9 de março, a revista “Clinical Infectious Diseases” havia relatado que os experimentos em laboratório, realizados na França, mostravam que o medicamento era mesmo eficaz na morte do vírus. O resultado foi divulgado também pela ABC News e pela revista Forbes, nesta quarta-feira (18).

Então, em entrevista à Fox News, na noite desta quarta-feira (18), ao programa do jornalista Tucker Carlson, Gregory Rigano anunciou: “A partir desta manhã [hoje, dia 19]… apresentaremos um estudo bem controlado, revisado por pares, realizado pelo mais eminente especialista em doenças infecciosas do mundo – Didier Raoult, MD, PhD – fora do sul da França, no qual ele matriculou 40 pacientes … e que mostrou uma taxa de cura de 100% do coronavírus”. 

Surpreso, Carlson retrucou, dizendo “Você sabe o que você está me dizendo?”, e acrescentando que é “muito incomum que um estudo de qualquer coisa produza resultados de 100%”.

Rigano, então, assegurou: “O que estamos aqui para anunciar é a segunda cura para um vírus de todos os tempos”. 

Ainda ontem, a Bayer anunciou que prepara doação aos Estados Unidos de cloroquina, um antigo remédio contra a malária, para ajudar na luta contra o COVID-19. Um dos remédios do tipo testados em pacientes com coronavírus no estudo na França, o cloroquina mostrou inicialmente resultado de 75% na cura dos pacientes.

Segue abaixo trecho da matéria da ABC News de ontem à noite falando também sobre a descoberta:

“A cloroquina, ou hidroxicloroquina, tem sido usada no tratamento da malária desde 1944. Ela pode ser administrada antes da exposição à malária para prevenir infecções e também pode ser administrada posteriormente”.

“A malária é uma doença causada por um parasita, ao contrário do COVID-19. No entanto, estudos de laboratório mostram que a cloroquina é eficaz na prevenção e no tratamento do vírus que causa a síndrome respiratória aguda grave ou SARS, um primo próximo do COVID-19”.

“Dada a eficácia da cloroquina no tratamento da SARS, os cientistas investigaram se será um tratamento eficaz contra o novo coronavírus responsável pelo COVID-19. Até agora, os testes iniciais são encorajadores.

‘Há evidências de que a cloroquina é eficaz quando analisaram a SARS in vitro com células de primatas’, disse Len Horovitz, pneumologista e internista do Hospital Lenox Hill, em Nova York. ‘A teoria do experimento com células de primatas era que a cloroquina poderia ser para prevenir a infecção viral ou como um tratamento para a infecção viral após a ocorrência. In vitro nessas células de primatas, havia evidências de que as partículas virais foram reduzidas significativamente quando a cloroquina foi usada’”.

“Tanto o vírus causador da SARS quanto o responsável pelo COVID-19 pertencem à mesma família abrangente de coronavírus”.

Leia mais sobre o assunto nessas matérias:

https://www.forbes.com/sites/marybethpfeiffer/2020/03/18/science-works-to-use-old-cheap-drugs-to-attack-coronavirus–it-might-just-work/amp/

https://abcnews.go.com/Health/chloroquine-malaria-drug-treat-coronavirus-doctors/story?id=69664561

https://www.axios.com/scoop-bayer-to-donate-potential-coronavirus-drug-to-us-cc8c1a5a-6a14-4e36-8b07-07eccf4eff36.html

https://www.fiercepharma.com/pharma/bayer-preps-u-s-donation-malaria-med-chloroquine-to-help-covid-19-fight-report

https://townhall.com/tipsheet/leahbarkoukis/2020/03/19/fox-interview-malaria-drug-to-treat-n2565260

Redação CPADNews / com informações da Forbes, Fox News, ABC News, Axios e Townhall | 19/03/2020 

Fonte: CPAD NEWS

COMENTÁRIOS

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.