Programa detecta com 90% de precisão se a autoria de um texto é falsa

Inteligência artifical desenvolvida na Dinamarca ajudará a identificar documentos falsificados, tweets pagos e redações escolares escritas por ghostwriters.

 (Shih Wei Wang / EyeEm/Getty Images)

A pesquisa coletou 130 mil redações de estudantes de 10 mil escolas dinamarquesas, e o sistema adivinhou, com 90% de acerto, quais eram falsos.

Já existem programas capazes de identificar se um texto foi plagiado de um artigo previamente publicado. Um exemplo é o Lectio, usado nas escolas da Dinamarca. As coisas complicaram quando os alunos começaram a contratar outras pessoas para fazer seus textos, os ghostwriters. A situação é muito expressiva principalmente no último ano do colegial, quando os alunos precisam entregar um trabalho final — como se fosse um TCC do Ensino Médio.

Fonte: Super. Abril

Faça um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

×