Dinâmica Adultos: Eu? Marionete?

Lição 05: A Sutileza do Materialismo e do Ateísmo

Professoras e professores, observem estas orientações:

1 – Antes de abordar o tema da aula, é interessante que vocês mantenham uma conversa informal e rápida com os alunos:

– Cumprimentem os alunos.

– Perguntem como passaram a semana.

– Escutem atentamente o que eles falam.

– Observem se há alguém necessitando de uma conversa e/ou oração.

– Verifiquem se há alunos novatos e/ou visitantes e apresentem cada um.

2 – Agora, vocês iniciam o estudo da lição. Vejam estas sugestões:

– Apresentem o título da lição, escrevendo no quadro: A Sutileza do Materialismo e do Ateísmo. Para isto utilizem um marcador de quadro branco.

Quadro e marcador para quadro branco são recursos didáticos.

– Depois, trabalhem o conteúdo da lição.

Ao trabalhar o conteúdo da lição, escrevam no quadro branco palavras-chave para chamar a atenção do aluno, utilizando lápis de cores diferentes.

Lembrem-se de que vocês devem oportunizar a participação do aluno, envolvendo-o através de exemplos e situações próprias de sua idade. Dessa forma, vocês estão contextualizando o tema com a vida do aluno, além de promover uma aprendizagem mais significativa.

Para ilustrar o tema da aula, apliquem a dinâmica “Eu? Marionete?”

Tenham uma excelente e produtiva aula!

Dinâmica: Eu? Marionete?

Objetivos:

Refletir sobre a integridade de caráter de Daniel e seus colegas diante da pressão que sofreram quando cativos na Babilônia.

Contextualizar este exemplo com a vida cristã atual com relação ao materialismo e o ateísmo.

Material:

01 fantoche ou marionete de uma pessoa

Observações:

 Pode ser do tipo que se manipula com as mãos dentro do boneco ou que é movido por meio de cordões.

No Departamento Infantil, vocês podem conseguir um fantoche emprestado.

Aqui a utilização do fantoche não é para infantilizar os adultos, mas trazer uma lição sobre a manipulação de pessoas.

Procedimento:

– Apresentem o fantoche e perguntem para os alunos de que forma é utilizado este objeto.

Aguardem as respostas.

Espera-se que os alunos digam que o fantoche é manipulado com as mãos dentro do boneco ou é movido por meio de cordões, dependendo do tipo apresentado.

Peçam que alguns alunos manipulem o fantoche de várias formas e da maneira que desejarem.

– Depois, peçam para que 05 alunos fiquem diante da classe. Escolham 01 aluno e orientem que ele realize várias ações e os outros 4 deverão imitá-lo.

Observem as imitações dos alunos e também se alguém não vai aceitar a situação de se deixar manipular pelo outro.

Agora, perguntem:

O que os 4 alunos acharam de repetir as ações de uma pessoa, sem ter vontade própria?

Por que razão apresentar um fantoche para vocês?

O que o fantoche e a situação apresentada pelos colegas têm a ver com a história de Daniel?

Observem que os alunos afirmam.

– Depois, falem: O fantoche ganha movimento ou fala através da ação e vontade de quem o manipula. Não possui vontade própria e sendo assim é manobrado por outrem. No sentido figurado, chamar alguém de Marionete, refere-se a uma pessoa sem firmeza de caráter e que aceita ser manipulado por outra pessoa.

– Falem, ainda: Daniel e seus colegas passaram por uma situação na qual estavam sendo pressionados a adotar o padrão de conduta pagã, quando cativos na Babilônia, para tanto eles estavam sendo moldados conforme a orientação do rei de forma diferente da cultura judaica, porém foram firmes e não aceitaram ser manipulados.

– Peçam para que um aluno leia Dn 1. 8: “E Daniel propôs no seu coração não se contaminar com a porção das iguarias do rei, nem com o vinho que ele bebia; portanto pediu ao chefe dos eunucos que lhe permitisse não se contaminar”.

– Depois, falem: Isto aconteceu com Daniel, Hananias, Misael e Azarias. E hoje, também acontece conosco.

Nesse momento, falem sobre o que o mundo nos oferece, que pode nos distanciar e modificar nosso relacionamento com Deus. Enfatizem o cuidado de não deixarmos que sejamos manipulados conforme os padrões mundanos, como o materialismo e o ateísmo.

– Falem sobre o resultado de uma vida integra diante de Deus numa sociedade pagã e idólatra.  Então, peçam que os alunos leiam Dn 1. 17 a 20 de forma compartilhada:

“Quanto a estes quatro jovens, Deus lhes deu o conhecimento e a inteligência em todas as letras, e sabedoria; mas a Daniel deu entendimento em toda a visão e sonhos.

E ao fim dos dias, em que o rei tinha falado que os trouxessem, o chefe dos eunucos os trouxe diante de Nabucodonosor.

E o rei falou com eles; entre todos eles não foram achados outros tais como Daniel, Hananias, Misael e Azarias; portanto ficaram assistindo diante do rei.

E em toda a matéria de sabedoria e de discernimento, sobre o que o rei lhes perguntou, os achou dez vezes mais doutos do que todos os magos astrólogos que havia em todo o seu reino”.

– Perguntem: Que resultados também podemos obter quando decidimos permanecer fiéis mesmo diante do materialismo e ateísmo?

Aguardem as respostas dos alunos. Acrescentem outras se necessário.

– Para finalizar, leiam:

“Tende cuidado, para que ninguém vos faça presa sua, por meio de filosofias e vãs sutilezas, segundo a tradição dos homens, segundo os rudimentos do mundo, e não segundo Cristo” (Cl 2:8).

Por Sulamita Macedo.

Fonte: Atitude de Aprendiz

Faça um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Chat
Precisa de ajuda?
EBD INTERATIVA
Olá!
Como podemos ajudar?