Dinâmica Adultos Lição 08: Paulo, o Discipulador de Vidas

Dinâmica: Discipulando

Professoras e professores, observem estas orientações:

1 – Antes de abordar o tema da aula, é interessante que vocês mantenham uma conversa informal e rápida com os alunos:

– Cumprimentem os alunos.

– Perguntem como passaram a semana.

– Escutem atentamente o que eles falam.

– Observem se há alguém necessitando de uma conversa e/ou oração.

– Verifiquem se há alunos novatos e/ou visitantes e apresentem cada um.

2 – Em seguida, vocês iniciam o estudo da lição. Vejam estas sugestões:

Vocês já sabem que a aula expositiva ou Preleção é um método que está centralizado na oralidade por parte do professor. Entretanto, esta unilateralidade da exposição não é boa, tendo em vista que somente o professor fala e os alunos escutam, escutam, escutam… tendem a se dispersar e a aprendizagem fica comprometida.

Por isso, recomendo que vocês, busquem a participação dos alunos nas aulas.

Para isso é importante que você apresente estratégias que estimule a participação dos alunos, valorize o conteúdo, reforce as aplicações e facilite a aprendizagem. Portanto, para não perder de vista o alvo da lição, use a criatividade, apresente domínio da matéria e observe se os alunos estão entendendo o assunto. Só assim você saberá adaptar as sugestões apresentadas aqui!

– Apresentem o título da lição: Paulo, o Discipulador de Vidas, escrevendo no quadro branco. Utilizem marcador específico.

Quadro e marcador são recursos didáticos.

– Trabalhem os pontos levantados na lição, sempre de forma participativa e contextualizada.

– Apresentar 01 mapa para apontar as cidades por onde Paulo passou fazendo o discipulado.

Mapa é um recurso pedagógico e torna a apresentação documentada.

– Apliquem a dinâmica “Discipulando”, quando vocês falarem sobre o item II da lição – O Discipulado e a missão integral de pregar e ensinar.

Tenham uma excelente e produtiva aula!

 

Resumindo a aplicação didática sugerida por mim para esta lição:

– Método da Aula expositiva ou Preleção associado a outros recursos didáticos;

– Utilização de recursos didáticos: quadro branco, 01 marcador para quadro branco, mapa;

Material da dinâmica;

– Método audiovisual: 01 forma de utilização do quadro branco: escrever no quadro o título da lição); mas, vocês podem escrever outras informações; apresentação de 01 mapa;

– Participação dos alunos na aula;

– Aplicação de 01 dinâmica.

Dinâmica: Discipulando

Objetivos:

Exemplificar a necessidade do acolhimento e integração dos novos convertidos na classe do discipulado e nas atividades da igreja.

Enfatizar a importância do trabalho do discipulado para o crescimento da igreja.

Material:

01 pacote de palitos de churrasco

Procedimento:

– Entregar 01 palito de churrasco para cada pessoa e pedir para que quebrem. Eles vão quebrar com facilidade.

– Depois, pegar uma quantidade de palitos correspondente a quantidade de pessoas, entregar para uma pessoa do grupo e pedir que ele quebre o conjunto de palitos. Ele não vai conseguir ou ter dificuldade.

– Falem: Que lições podemos extrair deste procedimento com relação aos novos convertidos?

Aguardem as respostas.

As respostas podem girar em torno de:

O novo convertido isolado pode ter mais dificuldade para se manter em pé, as dúvidas e as críticas que recebe pode enfraquecer sua fé e “ser quebrado” como aconteceu somente com o palito.

Mas, ele estando integrado, se sentirá mais forte e com orientação se sentirá fundamentado e seguro para prosseguir, como na demonstração de todos os palitos juntos.

– Em seguida, apresentem este versículo para enfatizar a importância da integração do novo discípulo as atividades já mencionadas: “E ajunta um ao outro, para que se unam, e se tornem uma só vara na tua mão”(Ez 37:17).

– Depois, falem sobre a classe do Discipulado na EBD, lugar ideal para os recém-convertidos conhecerem os fundamentos da fé de acordo com a Bíblia, para que os seus primeiros passos sejam orientados e seguros no caminho em que devem andar.

Dessa forma, eles estarão sendo cuidados nesta nova etapa da vida e eles podem afirmar de modo diferente do salmista, quando disse: “Olhei para a minha direita, e vi; mas não havia quem me conhecesse. Refúgio me faltou; ninguém cuidou da minha alma”(Sl 142:4).

– Para concluir, leiam a resposta do mordomo-mor etíope a Felipe: “Como poderei entender, se alguém não me ensinar?”(At 8. 31).

Isto demonstra a real necessidade do ensino e da orientação para que o novo convertido entenda os valores do Reino de Deus, contidos na Palavra de Deus. E Dessa forma, a igreja terá crescimento com integrantes alicerçados em Cristo Jesus.

Por Sulamita Macedo.

Fonte: Atitude de Aprendiz

COMENTÁRIOS

Chat
Precisa de ajuda?
EBD INTERATIVA
Olá!
Como podemos ajudar?
%d blogueiros gostam disto: