fbpx

Lição 3 – O Despertamento renova o altar (Subsidio)

Esses pontos ressaltam o quanto que a cristologia pentecostal (doutrina de Cristo) é pneumatologia e vice-versa. Isso pode ser reconhecimento na prática da pregação das Assembleias de Deus no Brasil:

Subsídio Especial: 3º Trimestre de 2020

ESBOÇO DA LIÇÃO
I – O DESPERTAMENTO CONDUZ O HOMEM AO ALTAR
II – CRISTO, O CENTRO DA NOSSA COMUNHÃO COM DEUS
III – CUIDADO COM AS IMITAÇÕES

OBJETIVOS GERAL DA LIÇÃO

Identificar o que caracteriza o verdadeiro despertamento espiritual.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS 

I. Elucidar aos alunos o significado do altar para o Antigo Pacto;
II. Entender que Cristo é o centro da nossa comunhão com Deus;
III. Comprovar que nem todos os despertamentos de hoje têm as características mencionadas de um verdadeiro despertamento.

A lição desta semana tem como assunto O Despertamento Renova o Altar. No segundo tópico dela, o missionário Eurico Bergstén aborda um tema muito importante na cristologia (doutrina da Cristo) pentecostal: a relação entre Jesus e o Espírito Santo. Essa relação é muito importante na vida de nossas igrejas. Cada crente pentecostal precisar ter em mente que o Espírito Santo atua na sua vida para glorificar a Cristo, o nosso centro.

Para aprofundar essa reflexão e ajudá-lo na preparação de sua aula, considere seguinte texto:

JESUS E O ESPÍRITO SANTO

Jesus está em profundo relacionamento com a terceira Pessoa da Trindade. Já de início, o Espírito Santo leva a efeito a concepção de Jesus no ventre de Maria (Lc 1.34,35). 

O Espírito Santo veio sobre Jesus no seu batismo (Lc 3.21,22). Nessa ocasião, o relacionamento entre ambos assume um novo aspecto, que somente pela encarnação seria possível. Lucas 4.1 deixa claro que esse revestimento do Espírito Santo preparou Jesus para enfrentar Satanás no deserto e para a inauguração de seu ministério terrestre.

[…] Finalmente, Jesus é a figura chave no derramamento do Espírito Santo. Depois de levar a efeito a redenção mediante a cruz e a ressurreição, Jesus subiu ao Céu. De lá, juntamente com o Pai, Ele derramou e continua derramando o Espírito Santo em cumprimento à promessa profética de Joel 2.28,29 (At 2.23). Essa é uma das maneiras mais importantes de hoje conhecermos Jesus: na qualidade de Doador do Espírito.

A força cumulativa do Novo Testamento é bastante relevante. A cristologia não é apenas uma doutrina para o passado. E a obra sumo-sacerdotal de Jesus não é único aspecto da sua realidade presente. O ministério de Jesus, e de ninguém mais, é propagado pelo Espírito Santo no tempo presente. A chave para o avanço do Evangelho no tempo presente é o reconhecimento de que Jesus pode ser conhecido, à medida que o Espírito Santo capacita os crentes a revelá-lo. 1

O texto acima abre muitas possibilidades em aula para desenvolver mais profundamente a urgência de viver neste mundo tendo Cristo como o centro de nossa comunhão com Deus, sobretudo, na força do Espírito Santo. Veja que fragmento importante: “E a obra sumo-sacerdotal de Jesus não é único aspecto da sua realidade presente. O ministério de Jesus, e de ninguém mais, é propagado pelo Espírito Santo no tempo presente”. E isso se concretiza quando “o Espírito Santo capacita os crentes a revelá-lo”. 

Portanto, com base no fragmento textual acima, você pode trabalhar na aula os seguintes pontos:

• A concepção de Jesus por intermédio do Espírito Santo (Lc 1.34,35);

• A descida do Espírito Santo em forma corpórea de uma pomba sobre Jesus no seu batismo (Lc 3.21,22);

• O Espírito Santo conduziu Jesus para enfrentar Satanás no deserto e inaugurar seu ministério terrestre (Lc 4.1ss);

• Jesus como o doador do Espírito Santo (Jl 2.28,29; cf. At 1.8; At 2.32,33).

Esses pontos ressaltam o quanto que a cristologia pentecostal (doutrina de Cristo) é pneumatologia e vice-versa. Isso pode ser reconhecimento na prática da pregação das Assembleias de Deus no Brasil:

1. Jesus salva;

2. Jesus cura;

3. Jesus batiza no Espírito Santo;

4. Jesus em breve voltará.

É cristologia na pneumatologia. É pneumatologia na cristologia. Tudo isso na prática. Ora, só é possível viver uma vida cristocêntrica sob o domínio do Espírito Santo. 

Que o Espírito glorifique a Jesus em sua classe!

Boa aula!

Marcelo Oliveira de Oliveira
Redator da Revista Lições Bíblicas Adultos


1 HORTON, Stanley (Ed.). Teologia Sistemática: Uma Perspectiva Pentecostal. 10.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2006, pp.332-34. 

Fonte: SUBSÍDIO CPAD

COMENTÁRIOS

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: