fbpx

O Pecado do Homem Segundo o Coração de Deus

Davi foi uma figura de Cristo. Como rei messiânico ele tipificou o reinado do Messias. Ele é reconhecido na Bíblia como um homem segundo o coração de Deus. Por Daniel Conegero

0

O pecado do homem segundo o coração de Deus serve como um importante alerta de que ninguém está completamente imune aos efeitos da Queda do Homem. O pecado de Davi é uma advertência à vigilância espiritual; é um lembrete de que em um descuido nossa natureza humana pode nos colocar numa situação terrível.

Obviamente o rei Davi pecou de várias maneiras ao longo de sua vida. Mas como um crente fiel a Deus, o pecado não era o padrão que moldava sua carreira. No entanto, lamentavelmente em dada ocasião o rei de Israel cometeu seu pecado mais grave e emblemático, e ainda tentou se acostumar a conviver com ele. Por isso que quando falamos sobre o pecado do homem segundo o coração de Deus, estamos nos referindo ao pecado de Davi com Bate-Seba.

Esse pecado de Davi não envolveu apenas o adultério com sua amante, mas também o assassinato do marido dessa amante.

O pecado de Davi

Davi estava no lugar errado na hora errada. O exército de Israel tinha saído para a guerra, mas dessa vez o rei guerreiro havia resolvido ficar em Jerusalém. Do terraço de seu palácio ele enxergou uma mulher muito bonita que estava se lavando (2 Samuel 11:1,2).

Rapidamente Davi perguntou sobre a identidade daquela mulher. Tratava-se de Bate-Seba, filha de Eliã e mulher de Urias, um soldado do exército de Israel. Mesmo sabendo que aquela bela mulher era comprometida, Davi mandou seus mensageiros trazê-la até ele (2 Samuel 11:3,4).

Esse episódio é um exemplo do processo do pecado a partir da tentação. Quando Davi olhou para Bate-Seba de seu palácio, ele foi tentado. Mas ao invés de resistir à tentação, ele cedeu a ela. Ele se deixou ser dominado por seus desejos carnais e se enveredou pelo caminho do pecado. A tentação pode ter uma fonte externa, mas também uma fonte interna. Ela tanto pode ser instigada por Satanás e pelo mundo, como pela própria natureza do homem (Tiago 1:13).

No caso do pecado do homem segundo o coração de Deus, suas imaginações corrompidas o conduziram à queda. Davi olhou para a esposa de Urias com os óculos do pecado. Assim, quando ele recebeu Bate-Seba em seu palácio ele apenas estava tornando experiencial e concreto o pecado que já havia tomado sua vontade.

Diferentemente do anônimo salmista que escreveu: lâmpada para os meus pés é a tua Palavra e, luz para o meu caminho” (Salmo 119:105), naquele momento Davi estava pisando em terreno estranho e caminhando por um caminho tortuoso, longe da luz da vontade do Senhor revelada em Sua Palavra.

  • Veja também: Quer melhorar o aproveitamento de suas aulas da EBD? Conheça um curso completo de formação para professores e líderes da Escola Bíblica Dominical.Conheça aqui! (Vagas Limitadas)

Pecado que gera pecado

Rendido aos seus instintos carnais, Davi não tomou conhecimento da Lei de Deus e quebrou vários mandamentos divinos. Ao olhar obstinadamente a mulher de Urias, ele cobiçou aquilo que pertencia a seu próximo. Ao mandar trazer Bate-Seba com propósitos egoístas ao seu palácio, ele furtou o bem mais preciso do seu próximo. Por fim, ao se deitar com ela, Davi quebrou o mandamento do Senhor que proíbe o adultério (Êxodo 20:14-17).

Mas o pecado sem penitência gera ainda mais pecado. Após saciar a sede de seus desejos pecaminosos, Davi despediu a mulher. Talvez ele pensasse que nunca mais teria que lidar com esse assunto novamente. No entanto, Bate-Seba acabou engravidando.

Davi mandou chamar Urias do campo de batalha e tentou fazê-lo ir se deitar com Bate-Seba. Mas Urias se negou alegando que não poderia se banquetear e se deitar com sua esposa enquanto Israel estivesse envolvido numa guerra. Davi chegou até a embriagá-lo, mas Urias não cedeu (2 Samuel 11:6-13).

A ideia de Davi era fazer com que Urias pensasse que o filho que Bate-Seba estava esperando era seu. Mas ao ver que seu plano de engano havia fracassado, Davi tramou algo ainda pior. Ele ordenou a seu comandante que Urias fosse colocado na linha de frente da batalha onde o combate estivesse mais violento para que ele não pudesse escapar. Então foi assim que o pecado de adultério acabou levando Davi ao pecado de assassinato ao planejar covardemente a morte de Urias (2 Samuel 11:15-25).

Bate-Seba chorou a morte de seu marido. Mas passado seu período de luto, Davi mandou que ela fosse levada ao palácio para que ele pudesse fazer dela sua esposa. Naquele momento o plano de Davi parecia ter dado certo, se não fosse o conhecimento do Senhor. Davi poderia esconder seu pecado dos olhares humanos, mas jamais dos olhos de Deus. Por isso o escritor bíblico escreveu: “Mas o que Davi fez desagradou ao Senhor” (2 Samuel 11:27).

Um homem segundo o coração de Deus, mas pecador

A sequência da história mostra que Davi se arrependeu profundamente de seu pecado e alcançou o perdão de Deus. Mas as conseqüências de seu pecado atingiram não somente sua vida, como também sua casa e a nação de Israel.

Pecado Original afetou todos os seres humanos, sem exceção. A Bíblia testemunha que somente Jesus Cristo foi o único que nunca pecou. Apesar de ser plenamente homem, Ele foi tentado em todas as coisas e não cedeu ao pecado (Mateus 4.1; Hebreus 2.18).

Davi foi uma figura de Cristo. Como rei messiânico ele tipificou o reinado do Messias. Ele é reconhecido na Bíblia como um homem segundo o coração de Deus. Mas Davi não era impecável; ele não era perfeito. Isso sem dúvida nos ensina que não há em nós qualquer mérito próprio que nos faça alcançar o favor de Deus. Até mesmo o homem segundo o coração de Deus precisou da maravilhosa graça divina para ser aceito diante do Senhor.

Fonte: Estilo Adoração

AGRADECEMOS!

×

Olá!

Clique em um de nossos representantes abaixo para conversar no WhatsApp ou envie um email para [email protected]

×