fbpx

Os professores exercem muitas funções na sala de aula

Professores da EBD

Os professores exercem muitas funções na sala de aula.

Depois de um período em que lidou com tinta, cartazes e materiais de colagem, eles poderão sentir que sua função mais adequada é a de zelador. Ou, quando um aluno precisa de alguém com quem conversar, então o papel de conselheiro é o mais apropriado.

Talvez a função mais importante que um professor desempenha  é a de amigo dos alunos. Não estamos falando sobre um relacionamento íntimo como o de colegas de turma.

Estamos enfatizando o relacionamento pessoal de cuidado, de amor, que é tão importante para que as pessoas possam comunicar-se e crescer juntas. Lembre-se, por um momento, dos professores que você teve na Escola Dominical, ou na escola secular.

A maioria dos alunos que terminam o segundo grau e a faculdade teve mais de duzentos professores. Que tragédia seria se alguns desses professores não fossem lembrados como amigos!

O ponto importante aqui é que todos nós temos oportunidade de sermos lembrados pelos alunos como seus amigos. mesmo após terem esquecido as matérias que ensinamos.

Outra função importante é a do professor como intérprete. Os professores servem muito melhor como intérpretes do que como transmissores. O transmissor envia mensagem numa só direção, da fonte ao receptor.

O problema deste tipo de comunicação é que o êxito recai nas mãos do receptor. Ele é quem decide se vai ligar ou não, se vai mudar de faixa, ou se aumenta ou diminui o volume.

Minhas observações têm confirmado que, às vezes, aquilo que parece problema de disciplina é exemplo de alunos que estão mudando de faixa ou se desligando de professores transmissores. Assim, o professor será muito mais eficaz como intérprete, porque facilita a comunicação entre pessoas.

O intérprete tem de escutar muito cuidadosamente. Tem de conhecer bem as línguas, os marcos de referência e a experiência de ambas as partes. E isto que é necessário na igreja: professores

que escutem, que conheçam tanto o mundo da igreja quanto o mundo do aluno. Se os professores servirem mais como intérpretes, descobrirão que os alunos se envolverão muito mais na aprendizagem e se sentirão mais motivados.

Há uma função importante que nenhum professor aceita voluntariamente.
Muitos supõem que ela é preenchida por mais alguém. Referimo-nos à função do professor como elaborador de currículo. Alistar professores, sugerindo-lhes que sejam elaboradores de currículos, provavelmente faria a tarefa muito mais difícil, porque poucos se sentem qualificados para esse tipo de trabalho. Contudo, antes de passar adiante, vamos olhar o assunto de outro ângulo.
Os professores, usualmente, recebem material para escola bíblica dominical produzido pelas editoras (denominacionais ou independentes). Geralmente, este material consiste em manual do professor e livro do aluno.

O fato é que o conteúdo desses materiais costuma ser muito geral. E escrito para um mercado nacional de professores e alunos. Para determinada classe, o conteúdo do material pode não atender completamente às necessidade Somente o professor pode adaptá-lo, ajustá-lo e encaixá-lo para seu grupo de alunos, com perícia, interesses, habilidades específicas e experiências prévias que ele conhece. Somente o professor pode resolver se determinada atividade é, ou não, apropriada para todos, para alguns ou para nenhum dos alunos.

Se dissermos que uma das responsabilidades do professor é planejar lições, não seria surpresa. Pois bem, a lição planejada e usada para um grupo de alunos é o seu currículo. Portanto, os professores devem ser levados a pensar e tomar decisões da mesma maneira que os elaboradores do material para escola bíblica dominical. 
Não estamos sugerindo que os professores dispensem o material fornecido pela igreja e comecem do nada a elaborar as suas próprias lições. Estamos sugerindo que assumam a responsabilidade de adaptar o currículo a fim de que sirva a uma turma específica. se dedique-se, chegue cedo na ebd, elabore seu plano de aula.

planejado com o fim de ajudar os professores a serem mais habilidosos na preparação das aulas. 
Outra função, muito importante, do professor, é que continue a ser aprendiz  Eu acho que o melhor programa de educação de adultos, que uma igreja pode ter, é o preparo de professores responsáveis e motivados. Eles devem desejar aprender muito sobre crianças, sobre ensino e sobre os conceitos bíblicos e teológicos que estão ensinando.

Quando os professores são amigos, intérpretes, bons elaboradores de currículo e aprendizes, então quase podemos garantir que ensino e aprendizagem serão estimulantes e gratificantes para professores e alunos.

Extraído: VALORIZEAEBD

AGRADECEMOS!

×

Olá!

Clique em um de nossos representantes abaixo para conversar no WhatsApp ou envie um email para [email protected]

×