fbpx

Dinâmica Lição 03: Quando a Chamada de Deus não Faz Diferença: Os Filhos de Eli

Os filhos de Eli

Professoras e professores, observem estas orientações:


1 – Antes de abordar o tema da aula, é interessante que vocês mantenham uma conversa informal e rápida com os alunos:

– Cumprimentem os alunos.

– Dirijam-se aos alunos, chamando-os pelo nome, para tanto é importante uma lista nominal para que vocês possam memorizar.

– Perguntem como passaram a semana.

– Escutem atentamente o que eles falam.

– Observem se há alguém necessitando de uma conversa e/ou oração.

– Verifiquem se há alunos novatos e/ou visitantes e apresentem cada um.

2 – Este momento não é uma mera formalidade, mas uma necessidade. Ao escutá-los, vocês estão criando vínculo com os alunos, eles entendem que vocês também se importam com eles.

Outro fator importante para estabelecer vínculos com os alunos é através das redes sociais, adicionem os alunos e mantenham comunicação com eles.

3 – Após a chamada, solicitem ao secretário da classe a relação dos alunos ausentes e procurem manter contato com eles durante a semana, através de telefone ou email ou pelas redes sociais, deixando uma mensagem “in box” dizendo que sentiu falta dele(a) na EBD).

Os alunos se sentirão queridos, cuidados, perceberão que vocês sentem falta deles. Dessa forma, vocês estarão estabelecendo vínculos afetivos com seus alunos.

4 – Escolham um momento da aula, para mencionar os nomes dos alunos aniversariantes, parabenizando-os, dando-lhes um abraço, oferecendo um versículo.

5 – Fazendo o que foi exposto acima, somando-se a um professor motivado, associando a uma boa preparação de aula, com participação dos alunos, vocês terão bons resultados! Experimentem!

6 – Agora, vocês iniciam o estudo da lição. Vejam estas sugestões:

– Apresentem o título da lição, escrevendo no quadro: Quando a Chamada de Deus não Faz Diferença: Os Filhos de Eli.

– Trabalhem os pontos levantados na lição, sempre de forma participativa e contextualizada.

Vocês já sabem que a aula expositiva ou Preleção é um método que está centralizado na oralidade por parte do professor. Entretanto, esta unilateralidade da exposição não é boa, tendo em vista que somente o professor fala e os alunos escutam, escutam, escutam… tendem a se dispersar e a aprendizagem fica comprometida.

Por isso, recomendo que vocês, busquem a participação dos alunos nas aulas.

Para isso é importante que você apresente estratégias que estimule a participação dos alunos, valorize o conteúdo, reforce as aplicações e facilite a aprendizagem. Portanto, para não perder de vista o alvo da lição, use a criatividade, apresente domínio da matéria e observe se os alunos estão entendendo o assunto. Só assim você saberá adaptar as sugestões apresentadas aqui.

– Para concluir o estudo desta lição, apliquem a dinâmica “Os filhos de Eli”.

Tenham uma excelente e produtiva aula!

Dinâmica: Os filhos de Eli

Objetivos:

Contextualizar o exemplo de Hofni e Fineias, referente as atitudes na obra de Deus e conduta moral.

Refletir sobre o princípio da semeadura e da colheita.

Material:

01 bumerangue(pode ser feito de vários materiais)

01 cesta pequena com sementes variadas.

01 copo descartável pequeno(tipo cafezinho) para cada aluno.

Procedimento:

– Leiam Gl 6.7: “… tudo o que o homem semear, isso também ceifará”.

– Falem: Este é o princípio da semeadura e da colheita.

– Perguntem o que os alunos entendem sobre isto.

Aguardem as respostas.

– Depois, apresentem um bumerangue e perguntem como funciona.

Aguardem as respostas.

Espera-se que falem que o bumerangue é um objeto de arremesso e que ao ser lançado, volta à mão daquele que o arremessou.

– Falem: A lei da semeadura é como um bumerangue, você vai ter de volta, vai sentir as consequências daquilo que falou e praticou.

– Nesta lição, estudamos sobre as consequências das atitudes inadequadas de Hofni e Fineias, os filhos de Eli.  O que plantaram, semearam.

– Perguntem:

O que vocês estão plantando?

Que tipos de sementes estão semeando?

O que estão colhendo?

– Distribuam 01 copo descartável pequeno(tipo cafezinho) para cada aluno.

– Passem para os alunos a cesta com as sementes e solicitem para que eles retirem no máximo 05 unidades diferentes e coloque-as no copo.

– Depois, orientem para que os alunos falem sobre as ações, representadas pelas sementes, que eles desejam cultivar em suas vidas para que tenha êxito no seu relacionamento com Deus e com o próximo.

– Agora, repitam a leitura de Gl 6. 7.

– Reflitam ainda: Já imaginou a quantidade do que vocês podem receber de volta daquilo que estão plantando?

– Leiam II Co 9.6 “…O que semeia pouco, pouco também ceifará; o que semeia em abundância em abundância também ceifará.”

– Analisem ainda que há sementes que germinam com facilidade, mas há outras que precisam de cuidados especiais para que brotem.

Depois façam uma relação disto com as sementes que estamos cultivando, quais delas necessitam de maiores cuidados e tentativas para produzir frutos.

– Para concluir, falem: Tenhamos cuidado com o que estamos apresentando ao Senhor e nossa conduta como cristãos.

Por Sulamita Macedo.

Fonte: Atitude de Aprendiz

COMENTÁRIOS

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: